[Lost Canvas] História Solo de Albafica de Peixes


Yuzuriha de Grow | Albafica de Peixes | Kardia de Escorpião | Dégel de Aquário

  • CAPÍTULO 1|1 – “A SOLIDÃO!”

O horror inunda o ambiente chuvoso durante a perseguição de soldados de Hades a um jovem, quando surge um homem belo encapuzado: ele é Albafica que se revela como o Cavaleiro de Ouro de Peixes, que após palavras sem sentido dos vilões destrói aqueles fracos seres. Após isso, o jovem fica admirado ao estar diante de um dos doze cavaleiros mais poderosos e se apresenta como Peuko Oyra, mas Albafica resolve se retirar. Entretanto, o jovem tenta agradecer tocando no dourado, mas o Cavaleiro de Peixes se afasta rapidamente deixando o menino sem saber o que aconteceu . No Santuário, Albafica encontra Shion na Casa de Áries e pede que lhe deixe atravessar seus domínios, o que Shion faz sem relutar, mas, ao passar, Shion vê um ferimento e se preocupa parando Albafica, o segurando pelo braço. Isso faz o Cavaleiro de Peixes novamente recuar, solicitando que nunca toque nele. Após isso, na Sala do Mestre, Albafica se encontra com o Grande Mestre, que apesar de reconhecer que Albafica está desgastado devido a última missão, ele precisa partir para mais uma missão. O Cavaleiro de Peixes deve ir para Ilha dos Curandeiros e lá ele deve cuidar de um homem que tem o conhecimento de uma planta que pode curar qualquer ferimento. Isso espanta Albafica, mas mesmo assim ele vai até lá. Chegando lá ele encontra um enorme jardim de rosas venenosas. Albafica se vê diante do túmulo de seu antigo mestre: Lugonis, o antigo Cavaleiro de Ouro de Peixes (devido a escrita japonesa não abranger a letra L, ela é normalmente é representada pelo R e por esse motivo na lápide que aparece o nome de Lugonis está escrito Rugonis, porém a grafia correta é Lugonis).

  • CAPÍTULO 2|2 – “A CRIANÇA DOS JARDINS E A CRIANÇA DOS CAMPOS!”

O Cavaleiro de Ouro de Peixes está no cais esperando o guia que o Grande Mestre disse que enviaria. Quando o guia surge, ele não é outro senão Peuko, o garoto que Albafica havia salvo há alguns dias atrás. O garoto parece bem feliz por encontrar o Cavaleiro de Peixes novamente então eles se dirigem ao barco comandado por soldados do Santuário. No interior da embarcação, Albafica conversa com Peuko sobre o que ele sabe sobre a Ilha dos Curandeiros. O garoto explica que tudo mudou e as pessoas mudaram de atitude assim como seu Mestre, Luco, o grande sábio do local. Ele conta que Luco o salvou de um campo de ervas quando ele era um bebê. Isso intriga Albafica que se recorda que o mesmo aconteceu com ele quando seu Mestre Lugonis o salvou do campo de rosas envenenadas quando ele ainda era uma criança de colo. Após isso, o barco entra em uma tormenta marítima sobrenatural e Albafica, com seus poderes, consegue superá-la. Em seguida eles avistam a Ilha dos Curandeiros. Chegando ao local, o Cavaleiro e o pequeno guia se deparam com vários doentes e feridos. Isso parece ser normal pela fama de curandeiro do mestre Luco, pelo o que Peuko diz, contudo surge um homem que fica feliz ao ver seu discípulo e o enviado do Santuário: ele é o mestre Luco. Entretanto, algo estarrece Albafica: o homem que está diante dele é idêntico ao seu Mestre Lugonis.

  • CAPÍTULO 3|3 – “O CURANDEIRO”

O Cavaleiro de Ouro de Peixes está diante de Luco, o grande curandeiro daquela ilha, mas, antes de conversarem, uma multidão de enfermos se aproxima rogando os cuidados de Luco que prontamente os atende, em especial uma mulher chama a atenção de Albafica. Mesmo estando extremamente debilitada, com feridas por todo corpo, a mulher é curada como se por um milagre pelo mestre local, causando comoção entre todos os presentes. Após isso, Luco e Peuko se dirigem com Albafica para a cabana do curandeiro e o mestre Luco demonstra surpresa ao saber pelo dourado das forças que circundam a ilha. Albafica fica afetado ao ouvir a revelação de que Luco sabe dos problemas do sangue venenoso do Cavaleiro de Peixes e o fato dele saber como curá-lo, o que daria a oportunidade de Albafica não ser mais um ser solitário.

  • CAPÍTULO 4|4 – “O ELO CARMESIM!”

O sereno homem está diante de Albafica e lhe propõe o fim para o seu martírio de solidão usando seus lírios de maio. Assim como o Cavaleiro de Peixes usa as rosas, ele usa lírios, mas não com o objetivo de matar, mas sim de curar as pessoas como ele viu anteriormente e agora para purificar o sangue venenoso de Albafica. O Cavaleiro de Peixes que começa a se sentir mal com a fragrância dos lírios. Luco anuncia o seu Elo Branco e essas palavras fazem Albafica entrar em uma lembrança antiga quando treinava com seu mestre Lugonis e aprendia que já que tinha um poder terrível nas mãos, época em que ele não podia se dar o direito de errar e machucar um inocente. Além disso, vem a lembrança de quando seu mestre lhe deu a opção de sair de lá e viver uma vida normal ou fazer com ele o Elo Carmesim e nunca mais poder conviver com as outras pessoas devido ao seu sangue se tornar venenoso. Albafica pensa, mas escolhe a vida ao lado de seu mestre e em um pacto de sangue eles se unem, porém, diante de Luco, Albafica lamenta ter sido esse elo que lhe custou seu mestre.

  • CAPÍTULO 5|5 – “A FAMÍLIA DE SANGUE!”

O Cavaleiro de Peixes recorda que durante um grande período ele trocou seu sangue com seu mestre, mas, com o passar do tempo, Lugonis começou a definhar fisicamente. Antes de morrer, Lugonis explicou que isso sempre teve que acontecer para que outro pudesse assumir o lugar de Cavaleiro de Ouro da décima segunda casa. Contudo nada disso acalmou o desespero de Albafica, que sentiu uma dor da qual nunca se recuperou, algo que seu mestre chamou de o Destino de Peixes. Entretanto, antes de morrer, Lugonis disse que sempre estaria ao lado de Albafica. Na cabana de Luco, o dourado acorda e vê o curandeiro que explica que ele o trouxe após seu desmaio no jardim. Isso até preocupa Albafica, que é tranquilizado por Luco dizendo que ele está protegido do veneno graças as suas ervas. Após isso, ele revela ser o irmão mais novo de Lugonis e que sempre quis salvar seu irmão do Destino de Peixes, porém ele não conseguiu a tempo. De qualquer forma, ele agora pelo menos poderá salvar Albafica, contudo ele vai esperar a decisão do Cavaleiro de Ouro. Com isso, o curandeiro se retira deixando Albafica só, mas, de repente, surge Peuko que pede para que o Cavaleiro de Peixes fuja de lá imediatamente.

  • CAPÍTULO 6|6 – “PEUKO!”

No Santuário, Shion e o Grande Mestre conversam sobre a decisão de enviar Albafica para a Ilha dos Curandeiros sabendo que lá estava o irmão mais novo do seu antigo mestre. O Grande Mestre explica que isso foi um pedido de Lugonis, que queria que com os conhecimentos de cura de seu irmão pudessem salvar Albafica, já que ele não havia escolhido ficar sozinho como ele. Na Ilha dos Curandeiros, Peuko e Albafica correm pela ilha fugindo de algo que o Cavaleiro de Peixes não entende. Albafica pergunta o que está acontecendo para o garoto, que explica que as pessoas não estão sendo curadas, mas sim transformados em soldados espectros de Hades e a noite eles mostram sua verdadeira face. Nesse momento, Albafica vê isso acontecer diante de seus olhos, quando as pessoas salvas por Luco se convertem em espectros bem na sua frente, porém surge Luco bem atrás deles vociferando a traição do garoto. Ele anuncia que irá matá-los e nesse instante se revela como uma das 108 estrelas de Hades: Luco de Dríade da Estrela Celeste da Ascensão.

  • CAPÍTULO 7|7 – DRÍADE

No campo de flores, Peuko se mostra aterrorizado ao ver que o homem que o criou desde que era um bebê se converteu em um espectro de Hades, porém Luco diz que ele sempre foi assim e ele somente achou a forma mais simples de acabar com as doenças e dores das pessoas, já que as suas ervas tinham chegado ao limite, então a melhor forma era transformar todos no exército de Hades, os matando, assim não mais tendo sofrimento físico. Essas palavras fazem Peuko sofrer. Albafica, a partir disso, assume a discussão e inicia a batalha, mas descobre que suas Rosas Piranhas são agora controladas pelo espectro de Dríade e quando a morte do Cavaleiro de Ouro era iminente, Pefko se coloca entre os dois para proteger Albafica. Isso não impede o vilão de atacar, porém, após o impacto, Peuko vê que o Cavaleiro de Ouro o protegeu e está pronto para lutar e vencer o espectro de Hades.

  • CAPÍTULO 8|8 – OS LÍRIOS CARMESIM

Albafica está mais confiante após salvar o pequeno Pefko, então ele avança para a batalha pedindo para que o garoto se afaste. Com isso Dríade e Peixes se encaram e discutem sobre as atitudes do espectro sobre o seu discípulo e o guerreiro o submundo explica que um discípulo não passa de uma ferramenta nas mãos de seu mestre. Isso enfurece Albafica, ainda mais quando o espectro os compara a ele e seu mestre Lugonis. Entretanto, o corpo de Albafica mal se move por causa dos ferimentos da intensa luta, fazendo então Luco atacar com toda a intensidade. De repente, o inesperado acontece: quando os lírios comandados por Dríade começam a se tingir de carmesim e surge em meio aos destroços do golpe do espectro um renovado Albafica, que agora está em condições de disparar o poderoso golpe Crimson Thorn (Espinhos Vermelhos Demoníacos) que acaba definitivamente com o espectro Luco de Dríade, irmão mais novo de seu mestre Lugonis.

  • CAPÍTULO 9|9 – OS LAÇOS DAS PESSOAS

Albafica está frente ao seu inimigo derrotado e o pega para carregá-lo, porém ele desperta, toma a consciência de seus atos e conta a sua história de como caiu tão baixo ao servir a Hades. Então ele relembra que sempre quis curar as pessoas, em especial o sangue venenoso de Peixes, o sangue de seu irmão, porém ele não tinha sucesso e a frustração o fez perder a vontade de continuar tentando. Entretanto, surgiu Peuko que lhe devolveu a vontade de viver e de salvar pessoas. Após isso, o pequeno discípulo de Luco caiu enfermo e estava em via de morrer, mas ao rogar a morte que salvasse o garoto, ele foi atendido pela estrela de Thanatos que garantiu a vida do garoto desde que o curandeiro lhe servisse recrutando novos servos para o submundo. Apesar de relutar, ele concordou salvando Peuko. Essa revelação agora abala o garoto, que ao ver seu mestre morrer, jura seguir o caminho de curandeiro dele. No dia seguinte, Albafica vai embora e se despede de Peuko. No Santuário, o Grande Mestre fica feliz ao sentir que o mal que cercava a Ilha dos Curandeiros acabou e pelo que Lugonis ensinou a Albafica mesmo depois de morto, os laços das pessoas.

Publicado em 29 de maio de 2011, em Mangá, Novidades, Saint Seiya - The Lost Canvas e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s