Arquivo da categoria: Saga de Asgard

[CDZ] Alberich de Megrez


  • ORIGEM DO NOME

O nome é inspirado em Alberich, Anão Poderoso, um dos nibelungos da ópera O Anel do Nibelungo, de Richard Wagner. Líder dos anões, era o guardião do tesouro do Reno.

  • PERFIL DO PERSONAGEM

Idade: Indisponível no Momento
Altura: 1,60 m
Peso: 58 kg
Data de Nascimento: Indisponível no Momento
Tipo Sangüíneo: Indisponível no Momento
Local de Nascimento: Asgard
Local de Treinamento: Asgard
Instrutor (a): Indisponível no Momento
Golpe (s) Secreto (s): Couraça de Ametista (Ametist Shield), Espada de Fogo (Hororo Ken), Unidade da Natureza (Nature Unity)

  • SAFIRA DE ODIN

Megrez é a Estrela Delta da constelação da Ursa Maior.

  • HISTÓRICO

Alberich é descendente de uma notável família de Asgard, os Alberich. Um de seus antepassados, Alberich XIII (13), lutou contra Dohko de Libra, o mestre de Shiryu de Dragão, nos Cinco Picos Antigos.

Quando Hilda de Polaris foi possuída por Poseidon através do anel de Nibelungo, Alberich estava por perto. Portanto, era o único Guerreiro Deus que sabia da verdade sobre Hilda. Após ser escolhido o Guerreiro Deus de Megrez resolveu tirar vantagem da situação, colocando seus planos em prática. Hilda passou então a confiar em Alberich, sem saber de suas reais intenções. Ele pretendia reunir todas as safiras de Odin e assim obter a Espada de Balmung e derrotar Hilda de seu posto como governante suprema de Asgard. Tinha grande rivalidade com Siegfried de Dubhe dentro dos Guerreiros Deuses.

Após Thor de Phecda, Fenrir de Alioth, Hagen de Merak e Mime de Benetnasch terem sido derrotados, Alberich vai para o combate. Ele se dirige para a chamada Floresta Amaldiçoada de Asgard. Lá ele enterrou muitos adversários na Ametista. Seu primeiro adversário é Marin de Águia, que queria contar a seu pupilo Seiya de Pégaso sobre o segredo de Shido de Mizar, o qual derrubou Aldebaran de Touro. Após uma breve luta, Marin é derrotada por causa de golpes sujos de Alberich, como jogar lama na máscara para cegá-la. Alberich acaba enterrando ela na Ametista. Depois chega Seiya de Pégaso, que percebe o ocorrido com Marin. O cavaleiro de bronze é chantageado por Alberich, mas ignora os avisos e ataca, sendo preso na ametista também, fazendo a safira de Thor parar nas mãos de Alberich.

Logo vem Hyoga de Cisne. Tentando obter a safira de Hagen, Alberich usa outro golpe: Unidade da Natureza, mas não consegue acertar o Cisne pois o mesmo é salvo por Shiryu de Dragão, que fica sabendo da luta do antepassado de Alberich contra Dohko. Com os ensinamentos do Cavaleiro de Libra, Shiryu percebe que Alberich não é capaz de combinar a Ametista com a Unidade da Natureza, e tirando a armadura, força o ataque da ametista. Com o Cólera do Dragão Shiryu vence definitivamente Alberich, libertando seus companheiros.

  • ROBE

(Megrez representa a Ametista)

Ametista é um mineral que simboliza magia e bruxaria. Na Mitologia nórdica remonta a lenda de um jovem garoto como outro qualquer, até que encontrou uma ametista dentro de uma floresta. Encantado pelo brilho e beleza da pedra, ele a toca. Logo em seguida a ametista começa a consumir seu corpo, que ao se fundir completamente com a pedra, se transforma em um verdadeiro monstro. Rejeitado pela família e aldeia, fica irado, e elevando sua raiva ao máximo, explode o próprio corpo, matando a todos com estacas afiadas de ametista. A armadura de Alberich é representada por crânios ou cabeças perfurados por estacas afiadas de ametista.

  • GOLPES

Couraça Ametista (Amethyst Shield): Técnica que o Guerreiro Deus de Megrez utiliza para confinar o inimigo no caixão da Ametista. Alberich abre os braços, e a parte do superior de seu corpo passa a emitir um brilho púrpura, da cor da Ametista. Vários minúsculos pedaços da Ametista são lançados na direção do oponente junto de um forte vendaval, e quando atingem o alvo vão se juntando e se fixando, cobrindo rapidamente todo o corpo da vítima e formando o belo caixão da Ametista. Dentro do caixão da Ametista, a pessoa tem pouco a pouco sua energia vital sugada, e passado um certo tempo, a pessoa morre. Quanto mais a pessoa dentro da Ametista queimar seu cosmo, mais rápido a energia dela será sugada, e mais rápido a pessoa morrerá. Esse caixão só se destruira se Alberich morrer. Devido à habilidade de Alberich controlar a Ametista, e a resistência proporcionada por ela, o Guerreiro Deus de Megrez pode usá-la para se defender dos ataques inimigos.

Espada de Fogo (Hōnō no Ken): Alberich de Megrez possui uma espada que vem em conjunto com sua armadura. Esta espada não é comum, pois além de ser muito resistente e extremamente afiada, ela possui uma chama que é de sua própria natureza. Alberich pode controlar como quiser sua espada e a poderosa chama que esta abriga, podendo retalhar e queimar tudo à sua frente. Nem mesmo o poderoso ar frio de Hyoga conseguiu fazer com que a chama da Espada de Fogo apagasse. A arma de Alberich, que pode cortar facilmente qualquer material, pois além do fogo propriamente dito há muito cosmo concentrado na espada.

Unidade da Natureza (Natural Unity): Esta técnica foi criada por Alberich XIII, um antepassado de Alberich. É considerado um dos golpes mais poderosos e apelativos do seriado. Com este golpe, o Guerreiro Deus de Megrez pode manipular os espíritos da natureza como bem entender, podendo utilizá-os para atacar ou para se defender. Qualquer forma de natureza que estiver próxima a Alberich num raio de muitos metros passa a ser totalmente controlada. No ataque, galhos e raízes de árvores, água, terra e rochas atacam ferozmente o oponente por todos os lados e de todos os ângulos. As pontas dos galhos e das raízes se tornam afiadas como as de uma lança, e ficam muito mais resistentes. O chão se abre ao comando de Alberich, e diversas estacas de madeira ou de pedra cobertas por uma estranha cosmo-energia azul atacam o oponente. Na defesa, Alberich pode formar uma resistente barreira à sua frente, seja usando os troncos, galhos e raízes, ou usando a terra e as rochas. Shiryu conseguiu derrotar esse golpe porque seu mestre Dohko, disse que durante esse golpe ele tem que evair o seu cosmo sobre seu corpo, para que ele se sinta da harmonia da natureza, e que se fizer isso a natureza do golpe não vai o atacar. Como fez na batalha contra o Alberich XIII (decimo terceiro).

  • COMBATEU

Marin de Águia, Seiya de Pégaso, Hyoga de Cisne e Shiryu de Dragão

  • VENCEU

Marin de Águia, Seiya de Pégaso e Hyoga de Cisne

  • DERROTADO

Shiryu de Dragão (com auxílio do Mestre Ancião e do cosmo de Saori Kido)

[CDZ] Guia de Episódios da Saga de Asgard



  • 01 – Inimigos do extremo Norte! Os lendários Guerreiros Deuses

Em Asgard, Hilda de Polaris reza para Odin. Uma entidade misteriosa domina a mente da Senhora das terras geladas com o anel Nibelungo. Hilda convoca seus sete Guerreiros Deuses. Shido de Mizar é enviado para matar Atena, porém antes o Guerreiro de Asgard passa pelo Santuário e arrasa com Aldebaran de Touro. Saori estava sendo atacada. Shun e Seiya, usando suas novas Armaduras de Bronze, chegam para defender a Deusa. Os dois enfrentam Shido, que é obrigado a recuar com as chegadas de Ikki, Shiryu e Hyoga. Saori resolve ir até Asgard!

  • 02 – Hilda, A Deusa Enfeitiçada pelo Diabo

Hyoga chega a Asgard onde Freya, irmã de Hilda, conta que a representante de Odin na Terra mudou repentinamente. Saori, Seiya, Shun e Kiki também chegam. Freya conta que sem a proteção do cosmo de Hilda, todo o gelo de Asgard derreterá. Os Cavaleiros encontram Hilda e seus Guerreiros Deuses. Atena percebe que a Senhora de Asgard está usando o Anel Nibelungo. A única maneira de fazer Hilda voltar ao normal é retirando a jóia amaldiçoada. Saori usa seu cosmo para conter o degelo polar. Os Cavaleiros terão de enfrentar os Guerreiros Deuses!

  • 03 – O Cosmo de Thor está Cheio de Ódio

No caminho para o Palácio Valhalla, Seiya, Hyoga e Shun encontram o primeiro Guerreiro Deus: Thor de Phecda. O protegido da Estrela Gama ataca com seu Martelo Mjollnir e seu Hércules Titânico. O gigantesco Guerreiro de Phecda leva vantagem contra os cavaleiros de bronze, mas Seiya não desiste.

  • 04 – Thor Morre por Hilda

O Pégaso eleva ao máximo seu cosmo e consegue desviar do Hércules Titânico do Guerreiro de Hilda, para vencê-lo em seguida com um golpe Meteoro de Pégaso certeiro. Shiryu, que também chegou em Asgard, explica aos companheiros que as sete Safiras de Odin quando unidas despertarão a Espada Balmung, a única arma capaz de quebrar o Anel Nibelungo.

  • 05 – Fenrir! O Lobo do Norte Mostra seus Caninos

Os Cavaleiros se separam e combinam encontrar-se no Palácio Valhalla. Shiryu recorda que quando enfrentou Shura, o Cavaleiro de Ouro, para poupar a vida do Dragão, lhe transferiu a Armadura de Capricórnio. Desta forma, Shiryu não morreu com seu Último Dragão. Junto das cachoeiras congeladas de Asgard, o pupilo do Mestre Ancião encontra Fenrir e uma alcatéia de lobos. As Garras do Lobo Assassino deixam o Defensor de Atena parcialmente cego.

  • 06 – Pobres Lobos do Norte

Fenrir conta que anos atrás viu seus pais serem mortos por um urso. Abandonado por todos, foi salvo pelos lobos e assim cresceu com eles. Com o tempo, se tornou um exímio caçador e acabou escolhido por Hilda para ser o Guerreiro Deus de Alioth mas o protegido pela Estrela Epsílon não contava com a força do Dragão Shiryu.

  • 07 – Lamentos de Gelo

O Cólera do Dragão colide com as Garras do Lobo Imortal. Shiryu dispara mais um Cólera do Dragão que desta vez destrói a cachoeira congelada que acaba soterrando Fenrir. Hyoga encontra Hagen de Merak. O novo adversário impressiona o Cisne com seu ar congelante, tão forte quanto o Pó de Diamante.

  • 08 – A Batalha Mortal de Freya

A batalha entre Hyoga e Hagen se desloca para dentro das cavernas subterrâneas de Asgard. O Guerreiro Deus também controla o calor. O protegido da Estrela Beta não lutava só por Hilda, ele estava enciumado porque sabia da amizade entre o Cisne e Freya, a quem amava. Kiki sente o combate e avisa a irmã de Hilda, que ruma para as cavernas.

  • 09 – Cisne Ergue-se do Inferno Ardente!

Devido ao calor, Hyoga não está conseguindo evitar os golpes de Hagen com seu ar gelado. Freya chega na caverna e tenta convencer o Guerreiro Deus de desistir da briga. Mas Hagen prefere lutar e até chega a golpear sua amada. Hyoga se vê obrigado a detonar o Raio de Fogo de Hagen com um poderoso Trovão Aurora. Os Defensores agora têm três Safiras de Odin.

  • 10 – Harpa Misteriosa! O Prelúdio que atrai Shun Para a Morte

Freya é levada para uma cabana por Kiki para se recuperar. No caminho para o palácio, Seiya lembra que as Armaduras de Bronze foram revividas com o sangue dos Cavaleiros de Ouro e remodeladas por Mu. Shun é atraído por uma bela e triste melodia tocada por Mime de Benetnasch. Andrômeda tenta evitar a briga mas o Guerreiro Deus mostra como seu cosmo de Eta é poderoso.

  • 11 – Condenado a Morte. Réquiem de Cordas

Por causa do gélido cosmo de Mime, Shun percebe que sua Armadura e suas Correntes eram inúteis e as retira. Nem a Tempestade Nebulosa foi capaz de vencer o Guerreiro Deus que contra-ataca com seu Réquiem de Cordas. Shun começa a ser estrangulado pelas cordas da harpa de Mime, mas Ikki interfere e salva o irmão.

  • 12 – Um Guerreiro Triste e Corajoso

Agora a briga é entre o Fênix e o Guerreiro de Eta. Ikki descobre porque o cosmo de Mime era tão frio. O Guardião de Hilda, ainda garoto, havia matado Folken, seu pai adotivo, depois de descobrir que este matara seus pais verdadeiros. Usando o Golpe Fantasma em Mime, Ikki faz o Guerreiro de Asgard lembrar de como Folken o amava e o remorso que sentia por tê-lo matado.

  • 13 – Fênix e Suas Asas Ardentes

Mime quase vence Ikki com seu Réquiem de Cordas, mas o Defensor de Atena revida com o Ave Fênix. O Guerreiro Deus retira sua Armadura e encara o irmão de Shun. Os dois se golpeiam, Mime cai morto. Ikki ordena que Andrômeda siga em frente e logo depois desmaia.

  • 14 – A Couraça Ametista

Chega a vez de Alberich de Megrez entrar na briga. Marin é a primeira a enfrentá-lo e acaba presa dentro da Couraça Ametista. Seiya os encontra e se desespera ao ver sua Mestra morrendo.

  • 15 – A Espada de Fogo! A Ambição Maligna

Seiya não pode matar Alberich, caso contrário Marin nunca será libertada do esquife de ametista. O Pégaso também é pego pela Couraça de Ametista. Hyoga chega no local e vê seus amigos aprisionados.

  • 16 – O Sacrifício Para o Mal! A Floresta dos Espíritos

Hyoga ia ser aprisionado na Couraça Ametista quando Shiryu salva o amigo com o Escudo do Dragão. Alberich conta que seu décimo terceiro antecessor foi vencido por Dohko, o Mestre Ancião, vários anos atrás.

  • 17 – Não Olhe Para Trás Seiya!

Alberich usa a Unidade da Natureza contra Shiryu. Guiado telepaticamente pelo Mestre Ancião, o Dragão consegue neutralizar seu cosmo e se transforma num elemento da natureza. O golpe do Guerreiro de Megrez se torna inútil. Shiryu nota que Alberich queria para si as Safiras de Odin e ter em suas mãos a Espada Balmung, e assim dominar Asgard. Para concentrar mais seu cosmo, o Dragão tira sua Armadura e dispara seu Golpe por dentro da Couraça Ametista. Alberich é vencido. Seiya e Marin são libertados e Hyoga desperta.

  • 18 – O Segredo de Shido de Mizar

Shun é o primeiro a entrar no Palácio Valhalla, onde Shido o aguarda. Hyoga e Seiya também chegam ao local. Andrômeda luta contra o Guerreiro Deus para seus amigos encontrarem Hilda. Shina chega em Asgard e encontra Marin. A Amazona de Águia revela que Shido possui uma sombra protetora: Bado, o irmão gêmeo do Guerreiro Deus. Shina corre para avisar os Cavaleiros do segredo.

  • 19 – Shun Tenta um Último Golpe!

Shun quase morre. Andrômeda retira sua Armadura para poder lançar sua Tempestade Nebulosa contra Shido, que é vencido graças a Shina. A Amazona chegou em cima da hora para evitar que Andrômeda fosse atingido pelo Golpe de Bado. A sombra de Mizar se mostra. Shina tenta eliminar o Guerreiro de Arkor mas nada consegue.

  • 20 – Bado e Shido, os Gêmeos do Destino

Ikki enfrenta as Garras do Tigre das Sombras. Bado conta que fora abandonado por seus pais, pois em Asgard acreditava-se que ter gêmeos era sinal de maldição. Assim, Shido cresceu junto de seus pais, enquanto Bado cresceu com um aldeão nas gélidas florestas. Já adulto, Bado recebeu a Armadura do Deus Arkor, mas não foi nomeado Guerreiro de Zeta por Hilda. O titulo ficou com Shido de Mizar. Bado só assumiria a condição de Guerreiro Deus se seu irmão morresse.

  • 21 – Laços Entre Irmãos

Ikki e Shun enfrentam Bado e Shido. O Guerreiro de Mizar segura o Fênix para que seu irmão liquide com o adversário mas Bado sabia que para matar Ikki mataria Shido e não ataca. O Guerreiro de Mizar não resiste aos ferimentos já sofridos e sai carregado pelo irmão, que após ter recebido o Ave Fênix também não resiste. A estrela gêmea de Zeta se apaga.

  • 22 – O Herói da Lenda Reviveu!

Resta apenas Siegfried. Seiya é o primeiro a enfrentá-lo. Shun, Ikki e Hyoga também encontram o último Guerreiro Deus. Uma fantástica batalha entre o Fênix e o Guerreiro Deus tem início. Mas Siegfried consegue se sobrepor a Ikki. O mesmo acontece com Andrômeda e Cisne. Seiya volta para a luta. O Guerreiro Deus dispara seu Vendaval do Dragão que acerta o Pégaso e Shina, que tentava defender seu amado.

  • 23 – Dragões em Luta

Shiryu chega até o Palácio. O Cavaleiro de Bronze sabia da lenda sobre Siegfried, o qual após ter sido banhado pelo sangue de um dragão mitológico ficou invulnerável. Por isso, Shiryu estava determinado a usar o Último Dragão porém, o Guerreiro de Alfa impede a investida e ainda acerta o Vendaval do Dragão em Shiryu. Com ajuda do Mestre Ancião, o Dragão descobre o ponto fraco de Siegfried. Exatamente quando o Guerreiro dispara seu golpe, ele deixa seu coração à mostra. Era o único ponto em que o lendário Guerreiro não foi banhado por sangue!

  • 24 – Um Bruxo do Mar! A Canção da Morte

Conhecendo o ponto fraco de Siegfried, Seiya volta a enfrentá-lo. Mas foi preciso a união dos cosmos dos cinco Defensores de Atena para derrubar o Guerreiro Deus. Surge Sorento de Sirene, um dos Generais de Poseidon e revela que foi o Deus Marinho quem colocou o Anel Nibelungo em Hilda para ela livrar a Terra dos Cavaleiros de Atena. Siegfried se enfurece, entrega sua Safira para Seiya e se sacrifica para matar Sorento.

  • 25 – A Milagrosa Aparição da Armadura de Odin

Unindo as sete Safiras, surge a Armadura de Odin. Seiya de Pégaso a veste e empunhando a espada Balmung parte para arrancar o Anel Nibelungo de Hilda de Polaris.

  • 26 – Atena! Minha Oração por Você

Guiado por Odin, Seiya quebra o Anel Nibelungo de Hilda. A Senhora de Asgard volta ao normal. Em seguida, a Armadura de Odin deixa o Pégaso. Hilda eleva seu cosmo e devolve a harmonia em Asgard. Faltava resgatar Atena porém, a Deusa é levada para o fundo do mar, para o Reino de Poseidon.

[CDZ] Resumo da Série da Saga de Asgard



  • O Anel Nibelungo

Em meio as gélidas montanhas do norte da Europa, Hilda (representante de Odin na Terra) reza para Odin proteger Asgard. Porém nem todas as orações do mundo poderão impedir as forças malignas que se aproximam. A bondosa líder do povo de Asgard também suplica que sua estrela protetora, Polaris, a ajude a reconstruir os domínios do deus Odin. Mesmo cheia de boa vontade em seu coração, Hilda é enfeitiçada pelo maligno Anel Nibelungo, enviado por uma entidade desconhecida.

  • Os Guerreiros Deuses

O plano de Hilda, agora dominada pelo mal, para ter controle da Terra é simples. Ela pretende destronar Atena do Santuário para tomar seu lugar. Para tanto, a agora perversa Hilda invoca Odin para que lhe envie seus guerreiros, os novos Guerreiros Deuses. São convocados ao palácio Valhalla: Thor de Phecda protegido pela estrela Gama, Hagen de Merak protegido pela estrela Beta, Shido de Mizar protegido pela estrela Zeta, Fenrir de Alioth protegido pela estrela Epsílon, Alberich de Megrez protegido pela estrela Delta, Mime de Benetnasch protegido pela estrela Eta e o Dragão Sigfried de Dubhe protegido pela estrela Alfa. Agora Hilda e seus Guerreiros Deuses tentarão derrotar os Cavaleiros de Atena, para tomar o Santuário da deusa e impor seu império sombrio sobre o mundo.

  • A Invasão do Santuário

Shido é enviado para o Santuário na Grécia para dar início aos planos de Hilda. O tigre negro invade o Santuário onde se depara com o Cavaleiro de Ouro Aldebaran de Touro. Por incrível que pareça, o poderoso Aldebaran é vencido por um único golpe dado pelas garras congelantes de Shido.

O Guerreiro Deus de Mizar é muto mais pretensioso do que parece. Após abater Touro, ele se dirige a casa da Fundação Graad, onde Saori está. O objetivo de Shido é assassinar a deusa Atena e abrir as portas do Santuário para Hilda.

  • As Garras do Tigre Negro

Shido chega na nova sede. Lá, ele tenta atacar Saori que é defendida por Jabu e pelos outros cavaleiros de bronze. O Cavaleiro de Unicórnio não é páreo para Shido e é derrotado. Shun surge. Vestido com sua nova armadura ele se posta para defender Saori. Com a reforçada Corrente de Andrômeda ele impede que o Guerreiro Deus dispare seu golpe contra Saori.

Shun é atingido pelas garras congelantes de Shido. Sentindo que Atena está em perigo, Seiya entra em ação, exibindo sua nova Armadura de Pégaso. Kiki, o pequeno aprendiz de Mu de Áries, explica que seu Mestre preparou as novas Armaduras dos Cavaleiros de Atena.

Seiya está pronto para comprar a briga contra Shido, mas a sábia deusa Atena impede que o combate siga. Atena alerta que se caso a luta continue, os dois guerreiros acabarão morrendo. Shido bate em retirada e retorna a Asgard, onde aguardará por Atena e seus Cavaleiros.

  • Em Asgard

Saori, acompanhada por Seiya, Shun e Hyoga, chegam na vila localizada entre as montanhas recobertas por neve, onde o Reino de Asgard começa a tomar novo rumo. Freya, irmã de Hilda, recebe a deusa Atena e seus cavaleiros. Ela pede a Saori que recupere a bondade de sua irmã.

Hilda e seus Guerreiros Deuses encontram Saori e seus Cavaleiros. Atena tenta negociar o reestabelecimento da paz, mas Hilda não quer conversar. Seus planos ficaram facilitados de serem feitos com a ida de Saori a Asgard.

Por ter parado de rezar por Asgard, o gelo que recobre o local começa a descongelar e a ameaça de inundação da Terra surge. Saori então resolve se sacrificar para salvar Asgard.

  • O Sacrifício de Saori

Saori apela para o sacrifício para tentar impedir que a catástrofe assole a Terra. A deusa se põe em pé sobre um rochedo e com seu poderoso cosmo, tenta impedir que o gelo e a neve se descongelem. Agora o desafio dos Cavaleiros de Atena será maior. Eles terão apenas um dia para vencer os Guerreiros Deuses e juntar as sete Safiras de Odin para assim destruir Hilda e salvar Saori, que poderá morrer caso Seiya, Shun e Hyoga não cumpram sua missão a tempo. Sem Ikki e sem Shiryu, que ainda está na China, os demais Cavaleiros partem atrás dos Guerreiros Deuses para poderem alcançar o palácio onde Hilda se encontra.

  • Thor e Seu Amor por Hilda

O Guerreiro Thor é o primeiro opositor dos Cavaleiros de Atena em direção ao palácio Valhalla. O defensor da líder de Asgard interrompe a caminhada dos três com seu poderoso martelo. Shun eHyoga caem, mas Seiya não desiste. O Cavaleiro de Pégaso fica minúsculo perto do gigantesco Thor.

A cada golpe de martelo, Seiya é atirado longe. Thor atinge Seiya com seu poderoso golpe Hércules Titânico, mas o Cavaleiro é salvo por Shiryu. Irado, Seiya concentra seu cosmo ao máximo e dispara seu Meteoro de Pégaso contra o gigantesco Guerreiro Deus.

O defensor de Hilda cai perante Seiya, que ganha a safira de Odin da Armadura de Thor e em seguida os quatro Cavaleiros se separam.

  • Fenrir e os Lobos do Norte

O Dragão Shiryu enfrenta o Cavaleiros Fenrir. Como de costume o combate envolvendo Dragão é sangrento. Durante a briga, uma triste história vem a tona. Fenrir, aos seis anos de idade,presenciou seus pais serem mortos por um enorme urso. Desesperado, pediu por socorro mas seus esforços foram em vão.

Na ocasião, muitas pessoas ouviram os gritos de socorro da criança mas todos negaram ajuda. Fenrir acabou salvo pelo lobo Guing e outros lobos. Desde então perdeu a confiança nas pessoas, sendo inclusive criado em meio aos lobos.

Shiryu tem seus olhos feridos e não está enxergando. Mesmo assim, o Cavaleiro de Dragão consegue evitar os golpes de Fenrir. O Cólero do Dragão colide com as Garras do Lobo Imortal. A única solução foi usar o Cólera do Dragão para destruir a cachoeira congelada soterrando Fenrir, que acaba morrendo. Os lobos atacam Shiryu, que cai com os lobos de um penhasco. Tristemente, Fenrir morre sem nem ao menos ter conhecido o amor.

  • Hagen e o Lamento no Gelo

Enquanto os defensores de Atena lutam com os Guerreiros Deuses, Kiki e Freya ficam resguardando Saori. Ao pressentirem que Hyoga havia se aproximado da caverna subterrânea de magma, onde Hagen havia treinado, Freya percebe que o combate entre os dois é inevitável.Desesperada, a irmã de Hilda parte para o campo de batalha.

Hagen de Merak desde criança foi amigo de Freya. Seu objetivo era treinar o máximo para ser o mais poderoso dos guardiões de Hilda e Freya. Porém, certa vez, Hagen viu Freya sair do palácio acompanhada de Hyoga e se mordeu de ciúmes. Mais tarde, quando Hilda foi enfeitiçada por uma força maligna e, consequentemente brigou com Freya, Hagen não teve dúvidas em atribuir a culpa do conflito, entre as irmãs, em Hyoga. Cheio de ódio, Hagen enfrenta Hyoga.

Freya chega ao local e tenta explicar o ocorrido, mas o Guerreiro Deus não dá ouvidos e até ameaça a vida de sua amada. Vendo a cena HYOGA enche seu coração de ódio por Hagen. O Cavaleiro de Cisne consegue evitar as grandes esferas de fogo do Guerreiro de Beta.

Usando a “Execução Aurora”, o Cavaleiro do Gelo vence Hagen. Freya chora porque gostava muito de Hagen. Hyoga vai embora, quando Kiki chega e leva Freya para se recuperar em uma cabana.

  • Mimi, Um Guerreiro Triste e Corajoso

Shun de Andrômeda chega para enfrentar Mime, mas sua Corrente de Andrômeda não detecta o perigo. Assim, o Cavaleiro de Atena fica imóvel, sendo uma presa fácil para Mime e sua harpa mortal.

Rapidamente, Shun cai perante as cordas mortais de Mime, o Guerreiro Deus protegido pela estrela Eta. Andrômeda já estava quase morto quando surge Fênix.

Ikki compra a briga de seu irmão mais novo. Fênix consegue evitar os golpes do Guerreiro Deus e aplica seu Golpe Fantasma. Ao receber o golpe de Ikki, Mime expõe seus verdadeiros sentimentos escondidos em seu coração. O Guerreiro de Hilda havia matado seu próprio pai e fugiu com medo de repreensões por parte de todos.

Folken, seu pai, sempre foi muito severo com Mime, querendo que seu filho se tornasse um guerreiro tão bom quanto ele próprio. Só que Mime não conseguia evocar seu cosmo, faltava-lhemotivação. Então, para levar o cosmo de Mime a explosão necessária, Folken contou toda a verdade: ele não era seu pai. Seus verdadeiros pais foram mortos. Temendo um castigo dos céus, Folken disse também que nunca amou Mime, que o criou apenas como um soldado. O ódio subiu à cabeça do menino e ele matou Folken.

Mesmo compreendendo a situação de Mime, Ikki o envia para o mundo dos mortos. O Guerreiro Deus vai ao encontro de Folken. Na realidade, Mime sempre quis alguém para amar e confiar mas tudo o que ele teve na vida foi o remorso pela morte de seu pai, que no fundo gostava dele. Ikki pede a Shun que siga em frente e depois desmaia.

  • Alberich e a Couraça da Ametista

Alberich é considerado por todos como o grande cérebro de Asgard. Em comparação com os demais Guerreiros Deuses, ele é diferente: na verdade ele luta contra os Cavaleiros de Atena por interesses próprios e não por Hilda. Alberich há muito tempo planeja tomar para si as Safiras de Odin, de modo a destronar Hilda e ele governar o planeta.

Marin, que acabava de chegar em Asgard, enfrenta Alberich mas acaba presa pelo golpe Escudo Ametista, disparado pelo Guerreiro Deus.

Seiya chega e se desespera ao ver sua mestra morrendo. Alberich conta a Seiya que se o Cavaleiro de Pégaso o matar, sua mestra também morrerá. O Guerreiro Deus traidor ataca Seiya com sua Espada de Fogo e prende o Cavaleiro de Pégaso na ametista também.

Cisne chega e Alberich o ataca com seu golpe Unidade da Natureza (um golpe que controla os espíritos da Mãe Natureza). Hyoga é chicoteado por galhos de árvores de um lado para o outro e acaba gravemente ferido. Quando o Guerreiro Deus disparava o Escudo Ametista para prender Hyoga, Shiryu chega e salva o Cisne com o Escudo do Dragão.

Alberich conta a Shiryu que há seis gerações atrás, seu antepassado Alberich décimo terceiro perdeu uma luta contra Dohko, o Mestre Ancião, há duzentos anos. Ele está decidido a mudar a história desta vez, eliminando Shiryu. O Guerreiro Deus usa a Unidade da Natureza com Dragão, que guiado telepaticamente pelo seu Mestre consegue neutralizar seu cosmo e se transformar em um elemento da natureza. O golpe do Guerreiro Deus se torna inútil.

O Guerreiro Deus de Delta conta para Shiryu que queria para si as Safiras de Odin e ter em suas mãos a Espada Balmung, e assim dominar Asgard. Para concentrar mais seu cosmo, Shiryu tira sua Armadura e dispara seu golpe por dentro do Escudo Ametista que o Guerreiro Deus havia lhe enviado. Alberich é vencido.

Seiya e Marin são libertados e Hyoga desperta. Seiya é avisado para ter cuidado com Shido e parte com Hyoga. Shun é o primeiro a chegar ao Palácio, acompanhado por Hyoga e Seiya. Os dois vão atrás de Hilda enquanto Shun fica para enfrentar o Guerreiro Deus Shido. Shina chega a Asgard e encontra Marin. Marin conta a Shina que o Guerreiro Shido de Mizar é muito perigoso, por possuir uma sombra, seu irmão gêmeo, Bado de Arkor, de quem nem o próprio Shido sabia da sua existência.

  • Shido e Bado, os Gêmeos do Destino

Marin manda Shina ir avisar os Cavaleiros antes que o pior aconteça. Com o primeiro golpe do Guerreiro de Mizar, Shun quase morre. Andrômeda retira a sua Armadura para poder lançar sua Tempestade Nebulosa contra Shido. Shun só não é morto por Bado graças a Shina, que chega a tempo para impedir que este atinja o Cavaleiro de Bronze.

Shun desconhecia o fato de Shido ser protegido pela estrela gêmea Zeta, o que explica o fato doGuerreiro de Mizar ter um irmão gêmeo, protegido pela mesma estrela. Surge então Bado de Alkor, o irmão gêmeo de Shido. Havia uma lenda em Asgard que dizia trazer má sorte e a desgraça da família o primeiro filho de uma família ter um irmão gêmeo, como foi o caso de Shido e Bado.

O pai, então, abandonou o segundo filho ao nascer. No caso, Bado foi abandonado em uma floresta com uma adaga de pedras preciosas idêntica a uma outra que foi dada a Shido. Bado foi criado por pais adotivos como uma criança normal até que um dia, quando caçava na floresta, encontrou com um garoto que ofereceu uma adaga (idêntica à dele) em troca do coelho que Bado caçava. Logo Bado entendeu tudo, inclusive que aquele garoto bem vestido e provavelmente rico, que pode se dar ao luxo de trocar uma adaga cara por um mísero coelho, era o culpado por sua vida pobre e sem seus pais. Bado sempre havia lutado nas sombras para ajudar seu irmão, mas agora a coisa era diferente: ele pretendia se vingar tirando dele sua vida e tomando seu lugar como Guerreiro Deus.

Mesmo assim, o combate tem continuidade. Aproveitando o momento, Bado fere Shun gravemente. Novamente Ikki vai ao auxílio de seu irmão. O Cavaleiro de Fênix ao se deparar com o inusitado drama familiar tenta persuadir Bado, uma vez que Ikki compreendia a dor em seu coração, devido a sua difícil infância.

Fênix não se mostra muito afim de papo. Shido ataca Ikki quando ele estava distraído. Debilitado, o Cavaleiro de Fênix está prestes a morrer. Shido chama Bado e o convida para juntos matar Ikki com suas garras. Nesse momento Bado se comove por ser aceito pelo irmão. Ao invés de liquidar Shun e Ikki, Bado de Alrkor pega seu irmão ferido e desiste da luta.

  • Sigfried, o Herói da Lenda Reviveu

Shiryu, Hyoga e Seiya chegam diante do último e mais poderoso dos Guerreiros Deuses: Siegfried. Hyoga é facilmente vencido pelo Guerreiro Deus e cai seriamente ferido.

Segundo a mitologia, Siegfried era um guerreiro muito poderoso que certa vez matou um dragão de duas cabeças. Banhado com o sangue do dragão, Siegfried se tornou imortal, com exceção deum lugar em suas costas, onde uma pequena folha seca, impedindo que aquele ponto fosse banhado pelo sangue da imortalidade.

Siegfried foi o maior guerreiro do mundo até o dia em que, enquanto bebia água na beira de um rio, um de seus inimigos enfiou uma espada no seu ponto vulnerável. Este Guerreiro Deus, como o Siegfried da mitologia, possui um ponto fraco, constata Shiryu. E esse ponto fraco se torna vulnerável por um segundo durante o golpe do Guerreiro. Shiryu, muito ferido pelo golpe de Siegfried, dá a dica a Seiya, que enfrenta desesperadamente o último Guerreiro Deus, tentando acertar seu ponto fraco. Chegam ao local Shun e Ikki e facilmente Shun vai ao chão. Ikki também é fortemente atingido pelo Guerreiro Deus, caindo também.

Dentro da sua sala no Palácio de Valhalla, Hilda ouve uma voz. Essa voz lhe diz que seu Mestre é responsável pelo Anel Nibelungo. Lá fora, estão todos caídos e Seiya já recebeu vária vezes o Vendaval do Dragão de Sigfried e ainda não conseguiu acertar o ponto fraco do Guerreiro Deus. É então que o dono da voz misteriosa surge.

O personagem misterioso é Sorento de Sirene, um General Marina enviado por Poseidon. Ele revela que Poseidon é o responsável pelo Anel Nibelungo ter se apossado de Hilda e que ele a estava usando para dominar o mundo.

Indignado com isso, Siegfried enfrenta Sorento. Sorento toca sua Sinfonia Final da Morte, uma música que é fatal. Siegfried fura seus tímpanos para parar de ouvir a sinfonia mortal, mas não tem jeito. Sorento explica que a música entra direto no cérebro e tapar os ouvidos não adianta. Siegfried então se sacrifia para matar o enviado de Poseidon. Os dois voam para o espaço!

  • Hilda, o Confronto Final

Seiya pega as sete Safiras e avança na direção da estátua de Odin, atrás do Palácio Valhalla. Hilda tenta impedi-lo, mas seus amigos ficam e enfrentam a vilã.

Diante da estátua de Odin, Seiya implora ao Deus de Asgard que o ajude, quando Hilda, com um golpe, atira Seiya em um penhasco.

Hilda seria a vencedora se o cosmo de Odin não tivesse enviado a Armadura Sagrada de Odin para Seiya. Pégaso, vestindo a Armadura de Odin e empunhando a Espada Balmung retira o poder do Anel Nibelungo de Hilda, que volta a ser uma boa pessoa novamente.

Muito debilitados, Seiya, Shiryu, Hyoga, Shun, Ikki, Marin, Shina e Hilda descem até o lugar onde está Saori, Kiki e Freya. Infelizmente eles não têm tempo para comemorar. Uma gigantesca onda cobre o rochedo onde Saori estava e ela desaparece.

A Saga de Asgard termina com Saori nos braços do Deus Poseidon!

[CDZ] Enredo da Serie da Saga de Asgard


A Saga de Asgard é um dos arcos principais do anime Os Cavaleiros do Zodíaco, criado por Masami Kurumada. É exclusivo do anime, tendo sido criado pela produtora Toei Animation porque a produção da série animada estava quase acompanhando a produção do mangá. Foi inspirada no filme A Grande Batalha dos Deuses.

Hilda de Polaris é a representante do deus Odin (mitologia nórdica), na Terra, tendo como missão garantir a paz em Asgard. No entanto, após receber de Poseidon o Anel do Nibelungo, Hilda passa a seguir ordens do deus grego, declarando guerra a Atena.

Constelação da Ursa Maior

A Constelação da Ursa Maior (UMa) é uma das mais facilmente identificáveis nos céus noturnos do hemisfério norte e as suas estrelas principais conferem a esta constelação uma imagem muito característica. Ela é a constelação mais importante das regiões nórdicas, tanto que por lá não é chamada de Ursa Maior, e sim chamada de “A Carruagem de Odin”. Segundo a mitologia nórdica, cada uma das estrelas que compõem a Ursa Maior são criaturas mitológicas escolhidos pelo deus Odin para formar parte desta constelação no céu. Esta constelação localiza-se muito próximo do pólo norte celeste. Percebe-se a proximidade da UMa relativamente à Estrela Polar (Polaris), estrela alfa, localizada na constelação da Ursa Menor e que coincide quase com o Pólo Norte Celeste. A região ocupada pelas sete estrelas é apenas uma pequena parte de toda a constelação. Na verdade a Ursa Maior ocupa uma área muito mais vasta (é na realidade a terceira maior constelação) fazendo fronteira com outras oito constelações.

Veja as estrelas que formam a constelação da Ursa Maior:

  • Dubhe – (α) Alfa 1.8 – Significado: Do árabe Urso.
  • Merak – (β) Beta 2.4 – Significado: Do árabe Espinha Dorsal.
  • Phecda – (γ) Gama 2.4 – Significado: Do árabe Coxa do Urso.
  • Megrez – (δ) Delta 3.3 – Significado: Do árabe Raiz da Cauda.
  • Alioth – (ε) Epsilon 1.8 – Significado: Do árabe Espesso Rabo de Ovelha.
  • Mizar – (ζ) Zeta 2.1 – Significado: Do árabe Cavalo.
  • Alkor – (ζ) Zeta 4.3 – Significado: Do árabe Cavaleiro.
  • Benetnasch – (η) Eta 1.9 – Significado: Do árabe As Filhas da Ursa.

 

[CDZ] Enredo da Serie da Saga de Asgard


No norte da Europa, Hilda, a representando de Odin que reza a vida toda para que os pólos não derretam, é enfeitiçada pelo poder do Anel de Nibelungo. Hilda é seduzida pelo poder maligno e convoca seus sete Guerreiros Deuses. Um deles, Shido de Mizar vai para o Japão e lá desafia os Cavaleiros do Zodíaco, após mostrar seu poder derrotando Aldebaran de Touro.

Após isso, Seiya, Shiryu, Hyoga e Shun, junto a Atena decidem ir para Asgard, onde são recebidos por Freiya, irmã de Hilda. Ela lhes informa que Hilda mudou de comportamento completamente e que agora os pólos irão derreter e o mundo sofrerá terríveis inundações. Atena resolve queimar seu Cosmo para que o gelo não derreta enquanto seus cavaleiros detém Hilda. Para recuperá-la eles deveram, destruir o anel de Nibelungo que enfeitiça Hilda.

Os cavaleiros devem chegar no Palácio Guaruhara, mas antes disso derrotar os Guerreiros Deuses e pegar as safiras de Odin. Da união dessas safiras surgirá a Armadura de Odin, capaz de livrar Hilda do feitiço. Pelo caminho surgem os Guerreiros Deuses.

Seiya derrota Thor, que nutria um amor secreto por Hilda.

Shiryu vence Fenrir, que não acreditava na amizade humana.

Mais a frente, Hyoga entra em confronto com Hagen pelo amor de Freiya e por fim Hyoga é o vencedor.

Aos poucos Atena vai se enfraquecendo de modo que os cavaleiros tem até o pôr-do-sol para salvá-la.

Shun encontra Mime e por ele é derrotado, mas Ikki aparece e com o espírito diabólico mostra o verdadeiro passado de Mime e o derrota.

Chegando a floresta, Seiya encontra Marin presa na Ametista e cedendo a chantagem de Alberich também é preso. Hyoga surge na floresta e também é derrotado por Alberich. Surge Shiryu, pronto para reviver uma batalha que ocorreu a séculos atrás entre seu mestre e um ancestral de Alberich. Como no passado Shiryu é o vencedor e liberta seus amigos.

Já no Palácio Guaruhara, Shun enfrenta Shido e com a tempestade nebulosa o derrota. Shina aparece e adverte Shun do perigo: Shido tem um irmão gêmeo, Bado, que passa a lutar com Shun e em seguida com Ikki. Esses irmãos se odeiam, mas no último momento de suas vidas fazem as pazes.

O dia já está terminando e os cinco cavaleiros encontram o último e mais poderoso Guerreiro Deus: Sigfried, o guerreiro imortal. Shiryu encontra seu ponto fraco e depois de uma terrível batalha, Seiya está pronto para derrotá-lo, quando surge Sorento, um General Marina, aliado de Poseidon, aquele que enfeitiçara Hilda. Sigfried entende que os cavaleiros de Atena estavam certos e se mata para derrotar Sorento.

Com as sete safiras reunidas, Seiya recebe a gloriosa armadura de Odin e com a espada destrói o anele e liberta Hilda do feitiço. Atena está salva e a paz retorna. Porém uma onda traga Saori.