Arquivo da categoria: Enredo da Série

[CDZ] Enredo da Série da Saga de Poseidon


Atena foi tragada pelo mar e os Cavaleiros não sabem o que possa ter acontecido. Pelo mundo todo torrenciais tempestades alagam cidades de todo o mundo. Atena acorda e está num Templo, quando um homem surge: é Julian Solo, antigo conhecido de Saori. Agora ele é Poseidon, Imperados do Oceano. Poseidon lhe explica que o mundo será inundado e assim permanecerá para sempre e toda a Terra estará sobre seu poder.

Para salvar os humanos, Atena propõe se sacrificar em troca que Poseidon poupe a vida na Terra. Dessa forma Atena é trancada no Pilar Principal do Templo Submarino que aos poucos se enche de água.

Em Asgard, Hilda mostra aos Cavaleiros o poço, a entrada para o mundo subarino, Seiya e os outros chegam ao mundo de Poseidon.

Seiya e Shun são recebidos por uma amazona que lhes conta que no mundo submarino existem sete pilares que sustentam seus respecivos mares. Depois de destruí-los, algo impossível, eles precisam destruir o suporte principal que sustenta todo o mundo submarino, o que para qualquer Cavaleiro é um feito impossível.

Os Cavaleiros aceitam a missão e utilizando suas armaduras, agora douradas graças ao sangue dos Cavaleiros de Ouro derrotam os generais do mar um a um.

Primeiro, no Pacífico Norte, Seiya derrota Bian de Cavalo Marinho e com a ajuda das armas da Armadura de Libra destrói o pilar.

Shun derrota as bestas de Io de Scylla e destrói o pilar do pacífico Sul.

No Pilar Índico, Shiryu usa a técnica da Excalibur para derrotar Krishna de Chrysaor.

Atena está sendo encoberta pela água, enquanto no Antártico, Seiya, Hyoga e Shun são vencidos pela ilusão de Kasa de Lymnades. Mas Ikki não se engana facilmente e consegue desmascará-lo e derrotá-lo.

No Ártico, Hyoga reencontra Isaakde Kraken, um companheiro de treinamento que agora é um general do mar. Hyoga é obrigado a derrotá-lo e derrubar o pilar.

Restam apenas dois pilares. Num deles, Shun enfrenta Sorento de Sirene, que não morreu e está de volta para proteger o Atlântico Sul, enquanto Ikki encontra Kanon, irmão gêmeo de Saga, no Atlântico Norte.

Enquanto isso Seiya, Shiryu, Hyoga e Shina enfrentam Poseidon, que é tão poderoso que os Cavaleiros não conseguem dele se aproximar.

Shun derrota Sorento e derruba o pilar, enquanto Ikki destrói o último pilar: resta agora somente o Suporte Principal. Os cinco cavaleiros estão reunidos, mas são massacrados e mesmo assim não desistem. “Amigos quando morrem, morrem juntos”. Seiya, Shiryu e Hyoga recebem as armaduras de ouro de Sagitário, Libra e Aquário e vestindo-as se preparam para o confronto decisivo.

Poseidon atinge seu poder máximo e os cavaleiros arremessam Seiya contra o suporte principal, que se despedaça. Seiya sai de lá com Atena nos braços e a ânfora consigo. Seiya dispara a flecha que atinge Poseidon e Atena o tranca na ânfora, onde ficará inerte por séculos.

O mundo submarino desmorona e Atena e seus Cavaleiros assistem o novo pôr-do-sol, de um mundo novamente em paz.