Arquivos do Blog

[Cloth Myth] Confira Imagens do Aiolia de Leão EX


[Cloth Myth] Confira uma Imagem do Saga e do Aiola Versão EX


[CDZ] Aiolos de Sagitário


  • ORIGEM DO NOME

Do grego, Ágil. Nome grego de Éolo, o deus dos ventos.

Apesar de seu nome ser escrito Aiolos, com “L”, em muitos lugares (inclusive na edição brasileira da Enciclopédia Oficial de Cavaleiros do Zodíaco), o correto é Aioros, com “R”. Isso fica evidente na página 84 da edição 18 da publicação brasileira do mangá Cavaleiros do Zodíaco. Observa-se claramente que a assinatura do Cavaleiro de Sagitário, escrita em grego, é “AIOROS” e não “AIOLOS”. É possível que a confusão tenha acontecido em virtude da semelhança de grafia e de pronúncia entre os nomes Aioros e Aiolia, que em japonês é pronunciado Aioria, apesar de ser escrito com “L”. Então é possível que tenha sido atribuído ao nome “Aioros” o mesmo caso do nome Aiolia e Milo.

  • HISTÓRICO

Sucessor do Cavaleiro do ano de 1744, Sísifo de Sagitário. Aioros de Sagitário é o principal responsável pelas batalhas que Seiya, Shiryu, Hyoga, Shun e Ikki tenham enfrentado e vencido, pois foi sua atitude que desencadeou a guerra contra o Mal no Santuário.

Há 13 anos (quando tinha 14 anos), Aioros já era um poderoso Cavaleiro de Ouro e havia passado por inúmeras batalhas (relatadas no Episódio G). Retornava para a Grécia, sua terra natal, para treinar seu irmão Aiolia e reencontrar o, na época, seu melhor amigo Shura de Capricórnio. Ao visitar o Grande Mestre, percebeu que o mesmo tentava matar um bebê, que na verdade era a reencarnação de Atena, que vinha à Terra a cada 200 anos.

Então, Aioros salvou o bebê Atena da tentativa de assassinato por parte do Grande Mestre, que na verdade era o traidor Saga de Gêmeos e fugiu. Depois da fuga de Aioros, Saga alertou a todos no Santuário sobre o ocorrido e acusou o Cavaleiro de Sagitário de traição. Aioros tentava escapar na noite, mas, nos arredores do Santuário, acaba sendo encontrado por Shura de Capricórnio.

Acreditando fielmente nas palavras do falso Grande Mestre, o cavaleiro de Capricórnio decide dar fim à vida de Aioros. O cavaleiro de Sagitário é acertado no braço pela Excalibur de Shura, e tenta fugir. O Cavaleiro de Capricórnio usa Excalibur nas pernas de Aioros, para imobilizá-lo, mas o Cavaleiro de Sagitário, com agilidade, se joga na frente do golpe, e o golpe acabou atingindo seu peito. Ele usou o sangue para enganar a Shura e aos soldados do Santuário, assim podendo fugir sem machucar nenhum de seus agressores por saber que foram enganados por Saga.

Aioros encontra Mitsumasa Kido, e lhe entrega Atena e a urna com a Armadura de Sagitário. Após fazer isso ele morre, mas seu corpo jamais fora encontrado. Treze anos após isso acontecer, começa a Saga do Santuário.

Mas, mesmo morto, sua alma continua a controlar sua Armadura de Sagitário com seu poderoso cosmo, sempre ajudando os Cavaleiros de Atena nos momentos críticos. Emprestou-a a Seiya durante a luta contra seu irmão Aiolia de Leão, Poseidon e com Thanatos, além dos filmes que a emprestou para derrotar todos os deuses maléficos. Ele pode ser considerado um verdadeiro exemplo de Cavaleiro de Atena por continuar a protegê-la, bem como a ajudar seus companheiros, mesmo após a morte.

No Episódio G, que narra as batalhas dos 12 Cavaleiros de Ouro durante seu treinamento, Aiolos de Sagitário realiza feitos notáveis, como selar Tífon e superar o cosmo de Rá. É citado por Mu de Áries como sendo um dos Cavaleiro de Ouro mais poderosos de toda a história, embora seja uma controvérsia com o princípio da própria obra de que os Cavaleiros de Ouro se equivalem e as batalhas entre si durem 1.000 dias. A Batalha de Mil dias acontece quando os Cavaleiros de Ouro entram em combate convêncional. Para a batalha terminar eles utilizam seus golpes especiais, como no capítulo em que Aiolia enfrenta Shaka na frente de Kyoukou (Grande Mestre). A Armadura de Sagitário é diferente das outras, pois é conhecida por seu poderoso Arco e Flecha. Dizem que a Flecha Dourada só pode ser apontada para um verdadeiro mal, e que ela nunca se voltará contra a justiça. Prova disso é que o seu poder já coseguiu destruir deuses maléficos, um terrível monstro, e, reunindo os cosmos dos demais Cavaleiros de Ouro, até derrubou o Muro das Lamentações. Certos rumores dizem que a Flecha de Sagitário é capaz de destruir até mesmo Zeus, deus do Olimpo. Há casos em que o seu poder é canalizado nos cosmos das pessoas ao seu redor.

Foi também ela que mostrou o testamento de Aioros aos cavaleiros de bronze, na casa de Sagitário, sendo assim, um símbolo da esperança: “Οι νέοι άνθρωποι που φτάνουν εδώ, τη φροντίδα τους εμπιστοσύνη Αθηνά” que numa tradução ao português significaria “Aos jovens que aqui chegarem, confio Atena aos seus cuidados”.

Por causa do motivo de sua alma está ligada a sua armadura, ele não foi selado como Shion de Áries e os demais Cavaleiros de Ouro na Saga do Céu – Spoiler.

  • HABILIDADES DE LUTA

Um Cavaleiro admirado por todos da mesma forma que Saga, por isso era o outro forte candidato a Grande Mestre. Além das habilidades de luta, tinha excelente personalidade, caráter, humildade, grande senso de justiça.

  • GOLPES

Trovão Atômico (Atomic Thunderbolt): Golpe em que Sagitário concentra uma grande energia em uma das mãos e a dispara contra o adversário na forma de uma rajada reluzente (semelhante a um trovão). Esta é formada de centenas de outras finas rajadas que golpeiam o inimigo várias vezes. Golpe que se assemelha ao Relâmpago de Plasma de Aiolia, seu irmão. Exclusivo do anime, em outras palavras o golpe assemelha-se a uma mistura do Relâmpago de Plasma (Lightning Plasma) e Cápsula do Poder (Lightning Bolt) ― ambas técnicas de Aiolia ―, o que o torna extremamente poderoso.

Flecha da Justiça (Justice Arrow): Principal golpe do Cavaleiro de Sagitário. Pode ser usado de duas formas:

1ª. Aiolos arma seu arco e concentrando o seu cosmo e os daqueles que foram mortos pelo adversário, lança sua flecha dourada contra o mesmo. Ao atingí-lo, libera uma enorme quantidade de energia de maneira devastadora e até mortal. É um ataque que destruiu inúmeros deuses (Phantasos, Icelos, Morfeus e Oneiros, os 4 Deuses dos Sonhos, filhos de Hypnos, no The Lost Canvas, além de Éris, Abel e Lúcifer na era atual). No Episódio G Aiolos usa esse golpe para destruir Tífon (do grego, tufão) usando o seu cosmo e os das pessoas mortas pelo deus;

2ª. Concentrar uma grande quantidade de cosmo-energia em seu arco e lançar milhões de flechas de luz com um grande poder explosivo, esta é a finalidade do golpe. Ao atingir os inimigos, suas armaduras são instantaneamente transpassadas, levando-os à morte. Sísifo de Sagitário (antecessor de Aiolos no The Lost Canvas em 1744) usou essa variação para conter um ataque de Aiacos. Esse ataque pode ser feito livremente nos combates.

Destruição Infinita (Infinity Break): Golpe em que Aiolos usa de seu cosmo para criar vários feixes de luz que atravessam o adversário sob a forma de bilhões flechas de luz (cada uma delas ultrapassa 1.000.000°) que vão em plena velocidade da luz, destruindo tudo ao menor contato. É impossível desviar desse golpe, pois atinge toda a área ao redor sem deixar a menor brecha. Uma vez que o inimigo fica ao alcance desta técnica, é quase impossível sobreviver. Este golpe aparece apenas na publicação Saint Seiya Episódio G onde Aiolos a usa para derrotar um exército inimigo do deus Rá e posteriormente para lutar contra seu amigo Garan.

Impulso de Luz de Quíron (Quíron’s Light Impulse): Técnica de Sagitário, onde o cavaleiro cria um gigantesco turbilhão de vento dourado que se transforma em uma verdadeira tempestade de ventos. Aquele que domina este golpe pode lançá-lo por toda a área ou concentrá-lo em um único ponto, aumentando a sua potência e tornando-o fatal. Sísifo de Sagitário usou essa técnica para extinguir as chamas criadas por Aiacos de Garuda quando este tentava destruir o navio que, movido pelo Oricalco, seria usado pelos Cavaleiros de Atena para invadir o “Lost Canvas” no céu e enfrentar o Imperador Hades.

  • COMBATEU

O exército de Rá, Tífon, Garan, Saga de Gêmeos e Shura de Capricórnio.

  • VENCEU

O exército de Rá, Tífon e Garan.

  • DERROTADO

Na verdade, Aiolos sofreu ataques de diversos Cavaleiros durante sua fuga para proteger Athena – inclusive do Mestre do Santuário, Saga de Gêmeos, tendo como último adversário Shura de Capricórnio. Mesmo sem sua armadura não enfrenta Shura, pois a deusa Athena está na sua linha de ataque (cena facilmente identificada pelo próprio Shura). É atacado pela Excalibur do capricorniano (que queria imobilizá-lo atingindo-lhe as pernas) se jogando no golpe para posteriormente enganar seus perseguidores usando seu próprio sangue – mesmo assim sobrevivendo depois tempo suficiente para cumprir sua missão de encontrar um lugar seguro para a deusa. Posteriormente, também, sacrificou-se junto aos demais Cavaleiros de Ouro para destruir o Muro das Lamentações.

[Cloth Myth] Confira novas imagens do Mu de Áries versão EX e da Shina de Cobra com seu pupilo Cassios


[CDZ] Aiolia de Leão


  • ORIGEM DO NOME

Do grego, Ilha dos Ventos, Ilha Eólia. Carrega no nome sua característica de mobilidade, como seu irmão Aiolos. Ilha talvez por sugerir o fato de ter ficado “ilhado” no Santuário depois da “traição” de seu irmão.

  • PERFIL DO PERSONAGEM

Idade: 20 anos
Altura: 1,85 m
Peso: 85 kg
Data de nascimento: 16 de agosto
Tipo sangüíneo: O
Local de nascimento: Grécia
Local de treinamento: Grécia – Santuário
Golpes secretos: Relâmpago de Plasma (Lightning Plasma), Cápsula do Poder (Lightning Bolt), Presas Relâmpago (Lightning Fang)

  • HISTÓRICO

Sucessor de Regulus de Leão. Aiolia cresceu na sombra do irmão, sofrendo todo tipo de humilhação e repudio, por ser irmão do traidor. Para mostrar seu verdadeiro valor, jura lealdade ao Mestre do Santuário e está sempre à frente das batalhas, como na saga do Santuário e no Episódio G.

Serviu de referência para muitos dos cavaleiros que tiveram seu treinamento no Santuário, como Marin, Seiya e Retsu.

Apesar de sua personalidade explosiva, tem um coração puro e bondoso e é o cavaleiro de ouro mais forte das 12 casas.

SANGA DO SANTUÁRIO

Com seu irmão Aiolos condenado como traidor, ele tenta limpar o nome da família jurando fidelidade ao Grande Mestre. Mas participa voluntariamente do plano de extermínio dos Cavaleiros de Bronze com o único intuito de recuperar a armadura que pertencera ao seu irmão.

No momento em que o Grande Mestre (Saga de Gêmeos) determina que Milo de Escorpião deve ir ao oriente para matar os Cavaleiros de Bronze e recuperar a Armadura de Ouro de Sagitário, Aiolia aparece e diz que pretende ir no lugar de Milo, mesmo que para isso tenha de enfrentar o Cavaleiro de Escorpião para tomar o seu lugar. Tal batalha não acontece.

No oriente, enfrentou os Cavaleiros de Bronze em três momentos.

No primeiro, enfrentou Shina de Cobra e Seiya de Pégaso, derrotando os dois facilmente utilizando um único dedo. Seiya, que estava se recuperando de um ferimento, só não é morto graças a Shina, que se atira na frente do golpe desferido por Aiolia.

No segundo momento, enfrenta Seiya agora vestido pela Armadura de Ouro de Sagitário após este ter derrotado os Cavaleiros de Prata Algethi de Hércules, Dio de Mosca e Sirius de Cão Maior. Por alguns instantes Seiya e Aiolia equiparam suas forças, mas Seiya é novamente derrotado facilmente.

No terceiro momento, enfrenta novamente Seiya, que recebe auxilio de Shun de Andrômeda e Hyoga de Cisne que vieram ajudá-lo. Após derrotar com facilidade os três o confronto é interrompido por Atena e Aiolia reconhece a autoridade de Saori como a reencarnação de Atena e descobre toda a verdade por trás do Grande Mestre e das conspirações no Santuário

Aiolia retorna ao Santuário para tirar satisfações e desafiar o Grande Mestre. No confronto, os golpes desferidos por ambos se equivalem e apenas se chocam. O confronto é interrompido por Shaka de Virgem que aparece para proteger o Grande Mestre e lutar com Aiolia, iniciando assim uma batalha de mil dias. Os dois cavaleiros utilizam de seus mais fortes golpes, Cápsula do Poder e Rendição Divina. Os golpes se equivalem e colidem, atirando os dois para longe. Aiolia se levanta rapidamente, mas é atacado pelas costas por Saga com o Satã Imperial, entrando num estado catatônico de hipnose e como menciona Saga: “Transformado num demônio cruel”.

Possuído pelo Satã Imperial, Aiolia travou uma violenta batalha contra Seiya na Casa de Leão. O Cavaleiro de Pégaso só não foi morto graças a intervenção de Cássius que deu sua própria vida para quebrar o feitiço do Satã Imperial que dominava Aiolia. Só a morte de um oponente inocente seria capaz de quebrar tal feitiço.

Após a batalha das doze Casas, Aiolia faz ressuscitar a armadura de Pégaso, então destruída, com seu sangue.

SAGA DE POSEIDON

Quando os Cavaleiros de Bronze estavam lutando com os Generais Marinas de Poseidon, Aiolia se mostrou o cavaleiro de ouro mais dedicado para ajudá-los.

SAGA DE HADES

Enfrentou um grupo de dez Espectros de Hades em frente a Casa de Leão, matando cinco com um único e poderoso golpe (Relâmpago de Plasma).

Enfrentou Laimi de Verme, um dos Espectros de Hades, que o desafiou quando estes tentavam passar pela Casa de Leão. Derrotou facilmente o inimigo o matando com o seu Relâmpago de Plasma.

Atacou violentamente Saga de Gêmeos, Camus de Aquário e Shura de Capricórnio, após estes terem matado Shaka na Casa de Virgem. Juntamente com Milo de Escorpião e Mu de Áries usando a Exclamação de Atena,a técnica proibida dos cavaleiros de ouro, que Saga,Shura e Camus estavam fazendo. As duas técnicas colidiram e foram interrompidas por Seiya,Shun,Hyoga e Shiryu.

Enfrentou Radamanthys de Wyvern juntamente com Mu de Áries e Milo de Escorpião no castelo de Hades, Mu, Milo e Aiolia lutaram bravamente mas foram derrotados, visto que Hades restringiu seus cosmos a dez por cento.

Derrotou dois espectros celestes no Cocytos,com um unico golpe.

No Inferno, derrubou o muro das lamentações juntamente com os outros Cavaleiros de Ouro.

  • EPISÓDIO G (Mangá)

Derrota (mata) um cavaleiro traidor que pretendia explodir uma usina nuclear.

Enfrenta um gigante de pedra que o estava destruindo o Santuário à procura de sua filha Lithos.

Trava uma difícil batalha contra o Titã Hyperion, deus do Ébano, que se retira do combate após Aiolia abrir uma fenda em sua sohma.

Na entrada do Santuário derrota (mata) o Giga Lyax de Poinx, por matar alguns soldados no local e tentar pisotear a amazona Marin de Águia.

Na ilha de Creta, derrota (mata) Minos e seu filho, o monstro mitologico Minotauro, mesmo acreditando que a criatura não tem culpa por ter nascida como monstro e ter fome por humanos.

Graças ao encorajamento de Aiolia, Retsu de Lince derrotou Euríale, a górgona que havia matado o seu mestre Noesis de Triângulo, ao transforma-lo em pedra.

Na India, numa batalha muito difícil derrota o Titã Céos, deus do Relâmpago Negro, que tentava assassinar Shaka enquanto este estava em transe. Céos só não é morto porque Hipérion se dirigiu ao campo de batalha a tempo de resgatá-lo. (no episódio G Aiolia revela ter uma grande amizade com Shaka de Virgem)

Aiolia é o mais poderoso Cavaleiro de Ouro. Tal argumento é sustentado no Episódio G, onde Pontos afirma que Aiolia possui um poder capaz de matar um deus e que seria o único capaz de quebrar as correntes que aprisionam o deus Cronos, rei dos Titãs, aprisionado pelo seu próprio filho Zeus.

  • GOLPES

Relâmpago de Plasma (Lightning Plasma): Com um rápido soco, Aioria “corta” o ar para abrir um tipo de espaço na Atmosfera. Após isso, ele atira um poderoso relâmpago nesta brecha que foi aberta após o corte do ar. O Relâmpago lançado por Aioria ataca pelo vácuo criado, pois a descarga elétrica no vácuo é a essência deste poderoso golpe, que ultrapassa a velocidade da luz devido a falta da resistencia do ar.

Cápsula do Poder (Lightning Bolt): Aioria desfere golpes na velocidade da luz,criando milhares de feixes de luz por todos os ângulos(vertical,diagonal e horizontal),que despedaça o alvo;

Presas Relâmpago (Lightning Fang): Este golpe de Aioria é um ataque defensivo quanto um ataque ofensivo. Aioria dispara um soco com uma das mãos, no intuito de atingir o chão, criando um tipo de parede cósmica, sendo esta parede da energia cósmica do guerreiro. Esta parede vai ao encontro do adversário, com o intuito de barrá-lo e atacá-lo.

Rugido do Leão (Lion Roar): Aiolia consegue dominar seu cosmo e canalizar seu poder para fins curativos, sendo capaz de curar desde os ferimentos mais leves até regenerar membros inteiros. Tal capacidade foi utilizada pelo cavaleiro para curar o ferimento mortal do golpe que desferiu em Shina quando foi até o ocidente exterminar os Cavaleiro de Bronze e recuperar a Armadura de Sagitário, para curar a perna quebrada de Seiya apos a batalha entre os dois na Casa de Leão, e para regenerar um de seus braços que tinha sido incinerado e arrancado por Pontos (no Episódio G).

GOLPE DO FÓTON

Este golpe é o golpe de mais força dentre os cavaleiros de ouro (foi sedido por Zeus á Aioria e Regulus para derrotar os titãs) Aioria usou apenas no episódio G, para usar este golpe, o ataque precisa passar por três etapas:

Primeira etapa: Invocação de Fótons (Photon Invoke): Esta é a iniciação do golpe mais poderoso do Leão. Aioria, expandindo o seu cosmo, cria inúmeros fótons, que tem a aparência de estrelas. Estes fótons ficam pairando no local do combate, normalmente circulando o adversário. Estes fótons são movidos com grande facilidade pelo cavaleiro, dificultando ainda mais qualquer tipo de defesa que o adversário tente contra este ataque.

Segunda etapa: Aceleração de Fótons (Photon Driver): Ao comando de Aioria, estes Fótons que estão a sobrevoar o local do combate, começam a se movimentar cada vez mais rápido e aumentando seu poder de destruição a cada reluzida. Ao seu comando, estes Fótons penetram no corpo oponente, causando dor e fazendo com que este fique paralisado por alguns instantes.

Etapa final: Explosão de Fótons (Photon Burst): Ao entrarem no corpo da vítima (adversário), estes Fótons tornam-se partículas menores que Fótons. Os Fótons possuem o princípio da Antimatéria, por isso causa ação degenerativa onde quer que encoste. Sendo assim, ao comando de Aioria, os Fótons, que estavam dentro do corpo do adversário, explodem de dentro para fora, liberando uma grande carga de energia, destruindo assim o seu adversário rapidamente ao fazer explodir o seu corpo. Ao contrário dos tradicionais golpes de Aioria, o Photon Burst não é disparado rapidamente, necessitando de tempo e calma, sendo assim, considerado “arriscado” para o cavaleiro de Leão usá-lo com freqüência.